terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

O que realmente devemos trabalhar no 1º ano?

Veja a resposta de algumas professoras que trabalham diretamente com o 1º ano

Resposta de Soraia M.S.
Quais são as principais atividades que realiza no 1º ano?
Na primeira semana é preciso trabalhar com a adaptação dos alunos, trabalho crachá, atividades com nome, etc.

Você alfabetiza?
Depende de como a criança chegou. Se não veio alfabetizado da Educação Infantil, sim, alfabetizo.


Resposta de Ivani Santoro
Sim,conseguimos alfabetizar no 1º ano. No trabalho construtivista, o principal é trabalhar atividades que sejam significativas. 

DIARIAMENTE

1) Trabalhar com os nomes dos alunos ( há vários tipos de atividades diferentes para não ficar monótono, mesmo que saibam seu nome precisar saber reconhecer o nome os colegas).
2) Trabalhar a rotina do dia, escrevendo na lousa, a data, o dia da semana, e o que se vai trabalhar.
3) Leitura compartilhada num momento especial, e não pra preencher espaço. Leitura feita pelo prof previamente, antecipando algumas partes, pedindo pra fazerem a leitura da imagem. Favorecendo inferências sobre o conteúdo a partir das pistas, título, ilustrações.
4) Cruzadinhas, listas com escritas espontâneas, caça-palavras.
5) Uma vez por semana uma produção coletiva, pra irem se repertoriando da estrutura textual.
6) Em uma das minhas formações no ano passado, coloquei em prática uma dica que deu muito certo. Quando se tem como objetivo que eles se apropriem de um determinado gênero ao invés de iniciar lendo e mostrando a estrutura, reservar uma quantidade boa desse gênero. Distribuir entre eles e deixar que analisem o que estão vendo. Por ex. poesias, ir levantando com eles, vai até o fim da linha? Ajude-os a perceberem as estrofes, as rimas. Dessa forma o professor não deu essas informações mas eles foram desafiados a perceberem do gênero. Esse trabalho pode durar umas duas semanas.
7) Se há alunos que não sabem as letras do alfabeto, deve-se trabalhá-lhas diariamente. Bingos, inicial e final de nomes. Brincadeiras ( jogos) que favoreçam essa aquisição, que no caso da alfabetização é imprescindível.
8) Trabalho as outras disciplinas, ciências, história e geografia com o olhar de alfabetização.

Resposta da Aline

Olá, depende muito da turma ( ou da Criança, com quais conhecimentos ela saiu da Educação Infantil/ J III), pois trabalhei três anos seguidos com o 1° ano e foram experiências muito diferentes.

Geralmente iniciava trabalhando coordenação, nomes, tipo de letra: bastão, cursiva...) Onde trabalho, o ano (CA) precisa estar lendo e escrevendo no final do ano letivo, eles vem com "noções", mas a leitura e escrita é cobrada da profª do ano

Reposta da Vanda Papa

No 1ºano (antigo Pré) trabalha-se todas as letras do alfabeto, enfatizando a fonética e construção das palavras. Uso o método fônico, onde para cada letra tem um significado importante para a construção fonética.

Tudo é feito de maneira bem lúdica e criativa, as crianças participam pois é feito um teatro, "casinha feliz", cada letra do alfabeto representa um personagem. No final do ano eles dominam a leitura e escrita com autonomia.

Quanto a escrita , bastão ou cursiva, não nos preocupamos, priorizamos a compreensão fonética, nessa construção usamos letra bastão, depois de alcançar o objetivo da leitura e escrita fica mais confortável e fácil para exercitar a letra cursiva. Se quiser trocar cartas com os meus alunos do ano (um projeto que desenvolvo há tempos), entre em contato comigo.


Maria Aparecida A. Leão

Olá amiga, é uma honra responder algumas das tuas perguntas. Trabalho a 18 anos com essa turma e adoooooooooooro, principalmente quando vemos o resultado do nosso trabalho mostrado nos bilhetinhos e cartinhas que recebemos. Não posso te dizer como fazer, pois sabemos que cada professor tem o seu jeito e a sua metodologia e isso contribui para que as crianças aprendam. As vezes dá certo no tradicional e as vezes temos que seguir o novo. Eu mesma sempre trabalho de forma contextualizada e começo sempre a partir do nome, que é uma maravilha e você pode trabalhar todo o alfabeto. Não me preocupo no inicio com vogais ou consoantes, procuro trabalhar todas as letras sem esse detalhe. No período mais avançado ou seja, quatro meses depois é que inicio a ordem alfabética, não com letras isoladas, mas a partir de tema gerador e campo semântico. Por exemplo: se trabalho uma literatura como a Branca de Neve, aproveito os nomes dos sete anões para que as crianças identifiquem letras iniciais, finais, vogais consonates, colocarem em ordem alfabética, faço bingo sorteando letras e assim por diante.

A minha preocupação no ano letivo é, após os alunos ficarem alfabéticos, ensinar a escrever com letra cursiva e preparo fichas com os 4 tipos de letras e tem trazido ótimo resultado, pois com um mês eles já conseguem diferenciar letra bastão de letra cursiva, já dominam a linha e parágrafo do caderno. Nas atividades coloco para reescreverem palavras com letra cursiva observando a ficha no qual cada uma tem a sua.

Não sei se a escola que você trabalha é pública, pois é onde trabalho, portanto, exige de nós muita calma e paciência, pois as crianças que chegam ao primeiro ano precisam se adaptar com muitas coisas, leitura, escrita, oralidade e muitas delas entram sem nunca ter frequentado a escola. Aconselho você que nas primeiras semanas não avance muito. Com o nome da criança você pode trabalhar o suficiente.

Trabalhar com turmas de primeiro ano, antiga alfabetização, dá muito trabalho, pois você tem que ter vários recursos, o alfabeto móvel também ajuda bastante, montar jogos, conversar em rodinha, trabalhar com música também . São vários os recursos, a partir do nome deles você já pode fazer um diagnóstico pra saber que letras conhecem, número de letras e assim por diante.


3 comentários:

  1. Eu sou professora de alfabetização há 25 anos,na escola que leciono as crianças já vem do jardim 3 semi alfabetizadas ,eu só dou o reforço e começo com as dificuldades; sempre recordando as famílias através de jogos, quebra cabeças cruzadinhas,formação de palavras e frases.

    ResponderEliminar
  2. Já estou me preparando para o ano que vem, e a dica da Maria Aparecida vai de acordo com o meu estilo de lecionar. Nunca trabalhei com o primeiro ano, mas tenho certeza que não trabalharei a letra isolada. É importante contextualizar os padrões silábicos através de textos, eu começaria pelo nome e depois iria para as cantigas, que são muito conhecidas pelas crianças. Já estou vendo o arsenal de jogos que terei que confeccionar (com gosto) para reforçar este trabalho.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  3. Eu s Ilza , mae do Pedro o meu filho tem muita dificuldade na escola com alfabetizar ele sabe bastante coisa s que ele ler e as vezes nao reconhece a palavra que estar lendo a ortografia e os encontro vocalico e que ele tem mas dificuldadee as contrucao de frases quando dito pra ele alguma frase ele come muitas letras e ai nao consegue ler depois como faco, ele ja trata com a pscopedagoga a um mes ja fez 4 sesoes e estar de recomperacao eu nao sei como ajuda-lo .E ele se sente muito inseguro e diz sempre que nao vai conseguir ele estar noC&A e la exigem que a crianca saia lendo bem e escrevendo bem sem ajuda agora nas outras materias ele se sai muito bem s notas otimas em matematica entao nem se fala parece que ele ja tomou uma resistecia a essa materia mim ajudem eu sei mas o que fazer .

    ResponderEliminar