sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

Combinados para a sala de aula


Apesar de estarmos de férias, percebo que muitos professores estão como loucos atrás de atividades e dicas preciosas para as suas aulas, preparando combinados e atividades para a primeira semana de aula.

Bom, como já falei em outro post, acho que a dica mais importante é relaxar e curtir a família. É isso que estou fazendo, assistindo Friends, estudando inglês, lendo dicas para aprimorar meu vocabulário, brincando de Letroca, assim, como não tive “money “ para viajar, faço coisas boas e sinto que realmente estou de férias.

Gostaria de contribuir um pouco com quem está nessa correria e deixar uma reflexão.

Na pós graduação, quando estava trabalhando com grupo de pais, estudamos com a psicóloga Conceição Reis sobre terapia comportamental. Nas sessões com os pais, percebi que o quanto eles estão preocupados com o que os filhos fazem de errado, não conseguem elogiar, aliás, muitos não sabem elogiar e, ao transferir isso para a sala de aula, vemos que o mesmo acontece conosco.

A nossa sociedade é uma sociedade muito punitiva. Estamos muito acostumados a olhar o que o outro faz de errado e com isso vivemos com nosso olhar naquele aluno indisciplinado, o tempo todo corrigindo-o. Segundo pesquisas, essa atitude reforça o comportamento inadequado.

Quando uma criança se comporta de forma inadequada, na realidade está fazendo coisas para chamar a atenção, ninguém gosta de ser ignorado, principalmente as crianças, esse é o motivo pelo qual devemos elogiar seus comportamentos positivos e ignorar, na medida do possível, seus maus comportamentos.

Assim como os comportamentos de birra das crianças, tomo por exemplo uma cena que todos conhecem: a criança vai ao mercado com a mãe, quer algo e, se a mãe não der, se não for atendida, joga-se no chão esperneando-se. Se ela conseguir o que quer com esse comportamento, é exatamente assim que ela irá se comportar sempre que for com a mãe ao mercado e quiser alguma coisa, com o agravante que pode transferir esse tipo de comportamento para tudo o que ela quiser.

Teremos resultados melhores através da educação positiva do que pela repressiva. É importante não começar pelos erros, mas pelo positivo, pelo incentivo, pelo elogio. Por exemplo: Se um aluno fica o tempo todo em pé e o professor, todas as vezes que ele ficar em pé, fala que ele deve sentar, estará sem perceber reforçando esse comportamento, pois essa é uma atitude da criança para chamar a atenção do professor. O ideal é que o professor peça ao aluno que sente e, quando ele sentar, ir até ele e elogiá-lo pelo comportamento correto.

Falando não parece tão difícil, ops.. lendo, mas faça, pra você ver o quanto estamos despreparados para esse tipo de atitude, exige treino, eu apliquei em minha sala de aula e o resultado foi muito satisfatório. Vale a pena tentar! A utilização do elogio, após um comportamento adequado do aluno, é uma excelente forma de criar relações bem sucedidas.

Então, faça um novo combinado esse ano, use elogios!

Susana Sol

Owner do Grupo Professores Solidários


6 comentários:

  1. Obrigada, Susana,pelo freio. Já havia pensado...agora mesmo estou retomando minhas tão esperadas FÉRIAS!!! Beijões, minha querida, e boas e merecidas férias.

    ResponderEliminar
  2. Huhuuuu...que bom, minha querida, curta porque passa muito rápido, bjs

    ResponderEliminar
  3. Susana, obrigada pelo conselho. Muitas vezes ficamos tão preocupadas em "não errar", que acabamos deixando á desejar qto a atenção devida aos nossos filhos e familiares e a nós mesmas, qdo temos tempo disponivel.
    Beijão... Ju

    ResponderEliminar
  4. Oi, Ju
    Isso mesmo, estou literalmente curtindo meus dois meninos (filho e marido) e eles estão super felizes, curta, curta bastante.

    bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    E vamos curtir...
    Beijossssssssssssssss

    ResponderEliminar
  6. ACHEI BEM INTERESANTRE SUAS REFLEXÕES A RESPEITO DO ELOGIO E DEVO ENFATIZAR QUE REALMENTE É VERDADE, POIS TAMBÉM FAÇO USO DESSA MANEIRA DE EDUCAR. NO ENTANTO,DEVO RESSALTAR QUE EM MINHA PRÁTICA, NÃO TENHO APENAS ELOGIADO, MAS TAMBÉM FEITO CRÍTICAS, CHAMANDO A ATENÇÃO DE MEUS ALUNOS QUANDO ESTÃO TENDO UM COMPORTAMENTO INADEQUADO E TENHO PERCEBIDO QUE ASSIM, TENHO TIDO MAIS ÊXITO NAS MUDANÇAS DE COMPORTAMENTO DELES. POIS SERVE DE INCENTIVO PARA OS OUTROS NÃO COMETEREM OS MESMOS ERROS. PARA ISSO,TOMO SEMPRE O CUIDADO DE NÃO FAZER SEMPRE CRÍTICAS OU SEMPRE ELOGIOS AO MESMO ALUNO.ORA O ELOGIO, ORA,CHAMO-O À ATENÇÃO.

    ResponderEliminar